MusicasGospelBrasil

Loading...

sábado, 4 de fevereiro de 2012

testemunho da cantora CASSIANE e o jogador KAKÁ

 JOGADOR - KAKA

Confira transcrição deste testemunho do jogador Kaká:
Quando eu cheguei no meu quarto, dobrei os joelhos e orei, o Senhor me revelou uma palavra aquele dia, vou ler um versículo para vocês. Está em Isaías 35, que diz da felicidade da Sião futura. Naquele dia eu estava orando eu abri a Bíblia e Jesus me deu esta palavra. Principalmente o versiculo 3 e 4 que diz assim:
Fortalecei as mãos frouxas, e firmai os joelhos trementes.
Dizei aos desvalentados de coração: Sede fortes, não temais; eis o vosso Deus a vingança e a retribuição de Deus vem, e ele salvará.
E o 10 diz: E os resgatados do SENHOR voltarão; e virão a Sião com cânticos de júbilo, e alegria eterna haverá sobre as suas cabeças; gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido.
Só que naquele dia eu recebi esta palavra e não entendi. Ai eu falei: - Glória a Deus porque eu vou fortalecer os meus joelhos, vou continuar lutando, vou continuar batalhando, se este não é o tempo do Senhor para minha vida, glória a Deus, pois o Senhor colocou o desejo no meu coração e eu tenho certeza que eu vou viver estas coisas.
Naquele eu fiz uma... eu falei assim, é... comigo mesmo... eu estava no meu quarto... eu falei assim....
Esta é umas perguntas que eu vou fazer para Deus quando eu chegar no céu:
- Porque que nós perdemos esta final?

É Porque o jogo tá ganho de 3 a zero no primeiro tempo. É óbvio, que vai dar este resultado para este time. Não tem um resultado de 3 a 3 o time perdendo. E é tão chocante as coisas de Deus, porque através do bispo Tide, o Senhor falou comigo naquele dia. O bispo Tide me ligou antes do jogo:
-Eu tive um sonho com você, eu sonhei que você estava triste, mas logo depois você estava muito feliz numa piscina cheia de criança.
Eu falei, há, é para este dia.... Triste significa que no primeiro tempo a gente está perdendo, no segundo tempo a gente ganha.
Este é o pensamento nosso da carne, mas o pensamento de Deus são muito mais do que o nosso. Mas através do bispo Tide mesmo o Senhor me revelou outra palavra.
Através do bispo Tide o Senhor me revelou esta outra palavra, porque eu falei, como pode alguém perder um jogo como este. Através do bispo Tide o Senhor me revelou esta palavra que está no Salmo 105. Eu conversando com ele, ele disse lê o Salmo 105 versículo 19, que conta a história de José do Egito, em Salmos, e diz assim no 19: Até cumprir-se a profecia a respeito dele, e tendo provado a palavra do Senhor.
Amém?
- Não era a hora de eu ganhar aquele campeonato, não era a hora de eu ganhar aquele prêmio, porque? porque a palavra de Deus ainda não tinha se cumprido a meu respeito ainda.

Ai eu falei:
- Senhor Glória a Deus, se não foi aquele ano, vai ser este ano. Então eu tomo posse da palavra neste ano.
E ao longo destes 2 anos, de 2005 para cá, eu vim jogando na Seleção, no Milan, chegando nas finais, brigando sempre pelos títulos, e este ano, no ano de Elias, como Deus é tremendo. A gente estava até brincando lá na casa do Apóstolo outro dia. Porque quando chegou a palavra profética em dezembro, a nossa carne é a primeira a falar. Então quando o apóstolo falou este é o ano de Josué. Ai eu falei:
-É este ano. Este é o ano que eu vou conquistar tudo.
Eu tava na igreja, o meu Ministério, eu creio, que através do futebol, através da situação, a primeira coisa que veio na minha mente, é a conquista para o Senhor através do futebol. Ai o apóstolo falou, este é o ano apostólico de El
ias, ai eu:
-Êeeeeehhhhhh!!!!!! (risadas)
Eu sei que Elias, Elias conquistou o que? Só que isto é da nossa.... da minha... Hoje eu entendo que isto é da minha carne. E realmente desta forma. Quando sai voce imagina que sai, voce não vê a adversidade. Josuéconquistou mas ele encontrou adversidade. O ano de Elias ele construiu mas encontrou a adversidade... A gente não vê nada disto, a gente só vê as coisas boas... Ai o ano de Elias, o apóstolo falou com ele, ai eu falei Glória a Deus, mas não era nada disto.... 
Transcrição por Daniel F. R. César


-------------------------------------------------------------------------
TRECHO DUMA APRESENTAÇÃO NO OLIMPO-RJ
CASSIANE


Quero falar uma coisa assim muito séria! Quero que todo mundo agora parem só pra me ouvir:

Quando eu tinha 11 meses de idade, eu tive uma enfermidade que os médicos não descobriam o quê eu tinha. Durante 12 meses de febre constante a minha mãe, que está aqui com o meu pai, com a minha filha. Minha mãe que sempre me acompanhava, ela ia comigo no médico, durante duas vezes por dia durante esses 12 dias. No 12º dia ela chegou na clínica para ser atendida, tinham muitas mães ali, e a médica não quis atendê-la. Dizendo que não, que não poderia atender por que ali teria que ser organizado tudo no momento certo. Não era a vez dela então não poderia ser atendida. Mas, depois de muita insistência e eu chorando, e de repente as mães perceberam que eu parei de chorar. Eu comecei só a gemer... e foram se passando aqueles minutos ali e as mães viraram para minha mãe e falaram assim o seu bebê está muito mal, não é? Minha mãe falou assim é, são 12 dias que eu estou lutando com esta menina, ninguém descobre o quê ela têm, só me passam remédios pelo o que eu digo mas não me falam o quê realmente ela têm. E as mães resolveram interceder com a médica pela minha mãe. Então depois de muita insistência as mães começaram a ficar meio, né? Meio “estranhas” lá com aquela médica, a médica resolveu me atender. Minha mãe entrou dentro do consultório comigo no colo, minha mãe estava gestante, me colocou sobre uma maca. E aquela doutora, muito “estranha” abriu a manta, enfiou o dedo na minha barriga, ficou aquele buraco de tão inchado que eu tava por que já eram 12 dias com meu organismo totalmente parado, só inchando, inchando, inchando... e ficou aquele buraco do inchaço e de repente aquela mulher pegou o estetoscópio colocou no ouvido, puxou os meus olhos assim, colocou no meu coração virou para minha mãe e foi para sua mesa e disse assim você quer que eu examine o cadáver? Essa criança está morta. A minha mãe estava gestante levou um susto e começou a não se sentir bem e ela falou como morta? Eu cheguei com minha filha viva aqui!?

- Não! Essa criança entrou aqui morta.

Sentou em sua mesa, começou a escrever um atestado dizendo que tinha sido por negligência dos meus pais... meu pai e minha mãe não teriam me atendido a tempo... e de repente queridos a minha mãe teve uma breve discussão com aquela doutora e ela saiu de lá de dentro me tomou pelos braços e saiu daquele consultório, no corredor da clínica ela começou a passar mau, vieram outras enfermeiras atende-la e me deixaram num canto lá do corredor. Tinha uma jovem, o nome dela é Regina, até hoje ela congrega eu uma de nossas igrejas, hoje já é senhora... e aquela jovem virou para minha mãe falou assim Castalha, vamos embora daqui! Minha mãe falou eu quero ir embora daqui!!! E começou a querer sair só que os médicos, enfermeiros as enfermeiras atendendo minha mãe para que ela ficasse melhor, ela pediu avisa o Del que é meu pai que a Cassiane morreu 15 para as 2 da tarde. E ligaram lá da clínica para o meu pai pra que ele voltasse pra fazer meu enterro... quando minha mãe começou a se sentir melhor, passaram-se aqueles minutos ali, ela começou a se sentir melhor, ela me tomou pelo braço e correu e falou aqui eu não fico mais!!! E correu e o pessoal não queriam deixar minha mãe sair comigo no braço, ela conseguiu sair de dentro daquela clínica com aquela jovem do lado dela.

Jovem! Deus usa você!

Aleluia! E aquela jovem de repente pegou pelo braço da minha mãe e começou a carregar a minha mãe pra uma casa que eram duas quadras dali daquele consultório, ai minha mãe virou, ela falou assim pra onde você está me levando menina? Minha mãe chorando, ela disse assim eu quero te levar pra casa da irmã Janete ai minha mãe falou fazer o quê?... a Cassiane morreu... ela falou assim não Castalha!... vou te levar lá pra que ela ore pra confortar o teu coração e o coração do irmão Zezinho... do irmão Del... e de repente quando minha mãe chegou na porta daquela irmã, aquela irmã olhou para minha mãe e disse assim você quer matar seu bebê sem fôlego? Você não aprendeu Castalha ainda a cuidar de uma criança? E minha mãe virou pra ela falou ah! Irmã Janete, aCassiane morreu... eram 15 pras 2 da tarde... e de repente aquela irmã olhou a hora e já passava das 5 da tarde... e ela com a autoridade de Deus me tomou dos braços da minha mãe, disse assim pra minha mãe minha filha, você esqueceu do Deus que nós servimos? O Deus que ressuscitou Lázaro depois de 4 dias? Por que se Ele quiser Ele age aqui e agora!? Hein!? E de repente, e de repente, Deus usou aquela irmã... eu não sei se todo mundo que está aqui crê em profecia, eu creio por que eu sou prova disso! Deus usou aquela irmã pra minha mãe pra dizer o seguinte minha serva! Cuida bem deste botão, por que ele não é mais teu é Meu! Estou devolvendo a vida a este botão. Cuida bem dele. Este botão em breve se transformará numa rosa, e esta rosa perfumará muitos jardins... e onde ela não puder ir, Eu enviarei a voz dela!

Aleluia! Que a tua vida querido seja uma oferta agradável ao Senhor!”


---------------------------------------------------------------------------

Falso ou verdadeiro adorador?




Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores. Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade. (João 4:23-24)

Falso ou verdadeiro? Qual tipo de adorador é você?

Durante anos as pregações sobre adoração tem sido um tema muito pregado nas igrejas, tanto que muitas delas diversificam este tema, fazendo que as pessoas em questão adorem de acordo com o costume de sua congregação.

A adoração a Deus é algo particular, um contato único entre Deus e o homem, independente de denominação ou costumes, não existe uma norma ou um procedimento que venha ditar como deve ser realizada a adoração. Na bíblia vamos encontrar alguns momentos de adoração, mas se observarmos elas não são de formas repetidas, cada momento realizado é diferente do outro, dando assim exemplo que não existe um método ou modelo único a seguir.

Se compararmos uma nota de dinheiro verdadeira com uma falsa, será semelhante a compararmos um verdadeiro adorador de um falso adorador.

Uma nota falsa de dinheiro não pode comprar nada, mas a verdadeira dependendo do valor muita coisa. Quando você chega ao supermercado e dá uma nota de 50 reais para pagar as suas compras, a moça do caixa pega a sua nota e faz todo aquele processo de identificação que nós estamos cansados de presenciar para ver se é verdadeira. A falsa possui características, aparência, promete, mas não compra nada. Alguém para fazer uma nota falsa pegou referências com uma nota verdadeira, para torná-la o mais semelhante possível a original.

O falso adorador também é semelhante ao verdadeiro adorador. Ele tem expressões semelhantes, grita, pula, canta e glorifica, a diferença está em para onde vai este ato de devoção e louvor. O falso precisa ser notado, ele tem esta necessidade de que as pessoas o olhem, o verdadeiro quer ser o mínimo notado entre os homens, porém muito notado por Deus. O falso adorador possui características, aparência, promete, mas não adora, é em vão as suas palavras, o Pai não recebe. Falta à verdade, falta ser natural, espontâneo, como deve ser.

A nota falsa de dinheiro por possuir características semelhantes à verdadeira e consegue enganar a todos que não estão aptos a discernir entre as duas. O falso adorador também consegue enganar a todos que não tem o discernimento do Espírito Santo.

Os filhos de Deus precisam ser ousados, precisam ter atitudes de adoração, não estou falando de você ficar que nem um louco tentando impressionar o pregador ou quem está ao seu lado.

Adoração é uma interação direta entre você e Deus, quem está ao seu lado não precisa ver ou ficar sabendo que você está adorando. Alguns adoram em silêncio apenas com o coração e ouvindo atenciosamente a palavra de Deus, cantando sem muitos gestos, já outros pulam, gritam, dançam na presença de Deus, existe diversas formas de adoração na igreja e que Deus recebe, a única que Ele não recebe é a falsa, fingida, aquela que a pessoa em questão quer dizer que é um super crente, um santarrão, mas a bíblia diz que no último dia o Pai dirá para estes “Apartai-vos de mim, pois eu não vos conheço” (Mateus 25:41). A adoração destes é uma adoração tola.

Quando adoramos sentimos vontade de cantar, louvar e outras coisas mais inexplicáveis pelo homem. O adorador tem que sentir saudades de Deus, querer estar junto em todo o tempo, apaixonado por Deus igual um casal de namorados. Não quer dizer que temos de ficar 24 horas dentro de uma congregação, mas que devemos ter um coração 24 horas na presença dEle, com a mente e os olhos fixos na cruz de Cristo.

A verdadeira adoração começa em casa, na primeira instituição criada por Deus que é a família, amando e respeitando a esposa, os filhos, sendo exemplo para o próximo em todas as suas atitudes. Para algumas pessoas adoração é só quando existe um poder sobre natural, então o que dizer de Asafe que por algumas vezes questionou a respeito dos ímpios prosperarem e mesmo assim não desanimou de viver sobre a graça de Deus (Salmos 73); os filhos de corá que presenciaram seus pais serem engolidos pela terra (Números 16) e mesmo assim fizeram lindos salmos; a viúva pobre citada em Marcos 12:41 e inúmeros outros. Se conseguirmos fazer com que este princípio seja habitual em nossas vidas já podemos ser considerados como adoradores em potencial.

Deus tem buscado em toda a face da terra os verdadeiros adorares, e onde encontrar estes verdadeiros adoradores, onde estão estes príncipes e princesas do Senhor, eleitos para o adorarem, para o servirem?

Deus tem procurado por você, de manhã quando você acorda, Ele espera o seu bom dia; quando vais almoçar, Ele quer agradecer o pão com você; quando chega do trabalho, Ele quer descansar com você, quem sabe tirar um momento a sós com você; e na hora de dormir, Ele está ali também querendo ouvir aquelas palavras do coração dizendo: obrigado Pai por mais um dia que esteve comigo; e se pensa que acabou, ainda não, enquanto dorme Ele vela por ti, te guarda porque você é a excelência da sua criação, a melhor parte da criação, você é muito amado por Deus.

Ele escolheu você para ser adorador, do céu Ele percebeu que você tem potencial e capacidade de adorá-lo, e adorar a Deus é tão fácil, não existe uma regra ou um modelo exclusive, é algo tão natural que quando percebe-se já está adorando, seja cantando uma canção, recitando uma poesia, ajudando o próximo, sendo fiel e verdadeiro em suas atitudes e muitas outras coisas, simples assim.

Agora tome uma atitude de servo e comece a adorar, deixe um pouco de lado as preocupações do dia, procure dedicar um momento a sós com Deus, vá para o seu quarto e em atitude de adoração curve-se diante do Senhor, ore um pouco, aproveite para um momento de arrependimento, confesse todos os seus pecados, principalmente aqueles antigos que passaram despercebidos, peça um revestimento espiritual para vencer os desafios e provações do dia a dia, fortalecimento espiritual para não cair diante das tentações, após este momento de confissão e arrependimento, pegue a bíblia, faça uma leitura da palavra e veja o que o Pai tem lhe falar.

Termino com as seguintes perguntas para sua reflexão. Quem tem mais razão para adorar que os astrônomos que veem as estrelas? Que o cirurgião que segura o coração nas mãos? Que o oceanógrafo que sonda as profundezas do mar? Quanto mais conhecemos mais deveríamos adorar.

DEUS É FIEL


DEUS É FIEL 
Igreja: Primeira Igreja Batista em Curitiba, Paraná
Descrição: Cidade: Silva Jardim – Curitiba Estado: RJ – Paraná Ator, diretor, escritor de peças de teatro amador – Contra baixista (não profissionalmente) – Compositor, Escritor e Autor nas horas de folga – organizador de Eventos Gospel. Igrejas: Batista em B...

Nenhum comentário: